BLOG

Fique por dentro das novidades do
mercado com a Outra Praia.

planejamento de marketing

↑Aprenda como fazer um planejamento de marketing eficiente para 2019

Sempre que o ano começa, surge a necessidade de elaborar o novo planejamento de marketing. Você ainda não fez o seu? Pense no plano como algo indispensável para apresentar e entregar seu produto ou serviço a clientes em potencial.

O documento não precisa ser extenso como as páginas de um jornal nem ter custos elevados para ser executado. Pode ser básico, desde que reúna informações relevantes sobre a concorrência, o mercado, o público e outras. Além disso, deve ser feito anualmente para dar tempo de revisar o posicionamento e se adaptar às mudanças.

Quer saber mais sobre o assunto? Então acompanhe as principais dicas para fazer um esboço do seu planejamento agora mesmo!

1. Analise o desempenho de marketing do ano que passou

Como foi o resultado das campanhas do ano passado? Conseguiu conquistar os principais objetivos? Sua equipe de vendas superou as metas? Quais foram os erros e os acertos? Vamos lá, esse é o ponto de partida para você ter uma referência das próximas ações.

Se o desempenho foi positivo, estude a possibilidade de manter o mesmo orçamento ou avalie a necessidade de aumentar os valores. Essa decisão vai depender do desenrolar dos próximos passos que vamos ver a seguir. Veja!

2. Descubra o que você não sabe sobre o cliente

As organizações que realizam pesquisas frequentes sobre o público-alvo têm mais chances de ter taxas de crescimento e lucratividade acima da média. Isso acontece por um motivo óbvio: para agradar é preciso conquistar. Para obter o retorno esperado, conheça o perfil completo do cliente.

A pesquisa de mercado deve contemplar essas informações, bem como o monitoramento das tendências econômicas do setor e o estudo da concorrência, para determinar como você pode obter uma vantagem competitiva em relação aos preços. Todo esse pacote ajuda a mapear as melhores maneiras de atingir compradores.

3. Defina a persona de marketing

Saber quem são os seus clientes, o que eles pensam, sentem, fazem e compram é o coração do marketing. Acontece que o conceito de público-alvo é bem amplo. Para personalizar ao máximo a sua abordagem, construa personas.

As personas são personagens semifictícios, ou seja, é uma imaginação baseada em pessoas reais que podem se interessar pelo seu produto. Elas definem o cliente ideal ou o tipo de audiência que você deseja atrair.

4. Estabeleça as metas e o posicionamento da empresa

Antes que você possa alcançar o sucesso, é importante saber como chegar lá. Sendo assim, metas claras, realistas e bem definidas são responsáveis por apontar os caminhos pelos quais a equipe de marketing vai percorrer.

Não se esqueça de que uma estratégia só é eficaz quando pode ser alterada em tempo hábil e se adapta às condições imprevistas. Mesmo quando as coisas mudam, os objetivos permanecem iguais. Isso significa que todas as iniciativas estão interligadas a um bem comum.

5. Inclua todos os custos, inclusive da produção de conteúdo

A expertise gera novos negócios. Acontece que as pessoas precisam saber que você é especialista no seu ramo de atuação para optarem por negociar com a sua marca. Nesse quesito, o marketing de conteúdo é mestre.

Artigos, textos com dicas, infográficos e diversos materiais — sobretudo quando técnicas de SEO (otimização de sites por meio de palavras-chave e outras práticas) são aplicadas — facilitam o ranqueamento do seu site ou blog na primeira página do Google.

6. Escolha os canais de marketing mais apropriados

Há alguns anos o Snapchat era a febre do momento, lembra? Entra ano, sai ano, novidades chegam enquanto outras se vão. Facebook, Instagram e YouTube estão sempre apostando em inovação, a exemplo dos stories dos dois primeiros.

Neste ano, os influenciadores digitais (YouTubers e outros) são uma aposta de tendência que promete impulsionar os resultados de marketing. Considere a possibilidade de investir na ideia, caso a personalidade escolhida seja interessante para o seu público.

7. Organize um plano de ação

Levando em conta o que deu certo ou errado no ano passado, as novas informações reunidas sobre o comportamento do consumidor, o mercado e tudo mais, quais são as ações que você pretende desenvolver nas próximas campanhas de marketing?

É bom organizar todas as ideias. Caso queira investir em eventos para promover experiências memoráveis para o seu público, muitos detalhes precisam ser pensados com antecedência, como datas, locais, fornecedores, equipamentos, canais de divulgação etc.

8. Selecione as principais métricas para monitorar

As metas e as métricas de marketing estão interligadas. Em outras palavras, não dá para saber se as primeiras estão sendo alcançadas sem selecionar os indicadores necessários para monitorar. Os números não mentem.

Portanto, escolha as métricas de acordo com o propósito do projeto. Esse cuidado traz disciplina para que todas as atividades estejam vinculadas ao crescimento do negócio, sem desviar o seu foco para informações que não importam.

9. Mensure, analise, faça ajustes e repita o processo

Leve as análises a sério, pois investir e não medir é um erro imperdoável. Comece a desenvolver uma cultura de curiosidade investigativa, do tipo que explica por que diferentes táticas de marketing funcionam e outras não.

O mais legal do marketing moderno é a capacidade de visualizar falhas antes que se tornem problemas maiores. Sendo assim, teste abordagens novas e não hesite em mexer em uma ação com baixo desempenho. No fim, você vai perceber que o ciclo “mensurar, analisar e ajustar” é contínuo.

10. Registre o planejamento de marketing

Agora que você já fez alguns rabiscos, que tal documentar o planejamento? Não confie nas ideias que estão pipocando na sua cabeça agora, porque elas se misturam no turbilhão de informações que você vai consumir ao longo do dia.

Junte a sua equipe para uma tempestade de ideias, ouça os colaboradores e tenha insights valiosos. Para garantir a eficácia do seu plano, o ideal é fazer parceria com profissionais especializados. Eles têm a expertise e as habilidades necessárias para transformar o sonho em realidade. Pense nisso!

Como vimos, o planejamento de marketing não é um bicho de sete cabeças. Não tem que ser grande, nem pequeno: basta ser relevante, funcional e ajudar você a focar nos objetivos por meio de um roteiro bem elaborado.

O que você pretende fazer para encantar o seu público em 2019? Deixe um comentário neste post!