BLOG

Fique por dentro das novidades do
mercado com a Outra Praia.

↑Afinal, o que é e como funciona a ativação de marca?

Que competições como a Copa do Mundo são uma vitrine para grandes empresas divulgarem seus produtos e serviços, isso é óbvio. Entretanto, uma grande oportunidade que os eventos proporcionam é a chamada ativação de marca, um conceito muito importante que foi trabalhado com maestria pela Adidas durante os 64 jogos da Copa na África do Sul em 2010.

A famosa Jabulani, a bola oficial da competição fabricada pela gigante dos esportes, foi o grande destaque no princípio das partidas. O marketing realizado para a bola chamou tanto atenção que resultou na venda de mais de 50 milhões de unidades, além engrandecer, ainda mais, a imagem da Adidas no cenário esportivo.

Esse é o chamado marketing de ativação, uma ação pensada para que o consumidor seja capaz de reconhecer o valor de uma marca, sua importância e seu papel no dia a dia, além de associá-la a emoções e ideias concretas.

É claro que você não precisa criar uma grande campanha na Copa do Mundo para ativar a marca da sua empresa. Como veremos ao longo do artigo, existem várias formas de fazer isso, mas antes vamos entender o que, de fato, esse conceito significa. Continue a leitura e confira!

O que é ativação de marca e como ela funciona?

Como o próprio termo descreve, a ativação de marca consiste em introduzir (ou ativar) uma marca no mercado, ou seja, torná-la conhecida, memorável e referenciada, mesmo quando seus produtos não estão por perto.

Uma dita “marca ativada”, portanto, é aquela que deixou de ser apenas um símbolo estampado nos produtos de uma empresa para ganhar vida própria, proporcionando, por si só, uma experiência rica com o seu público consumidor.

Você pode nunca ter comprado ou sequer utilizado um iPhone ou um iPad, por exemplo, mas certamente conhece a Apple e sabe que ela é uma das maiores corporações de tecnologia da atualidade. E o mesmo fenômeno acontece com inúmeras outras, como Adidas, Amazon, Mercedes-Benz.

Estamos citando exemplos de marcas globais para facilitar o entendimento, mas esse processo pode ser desenvolvido em diferentes escalas, tudo dependerá do público trabalhado. Uma empresa pode promover a sua ativação regionalmente ou até se tornar uma referência em apenas um município, por exemplo, e gerar o mesmo tipo de impacto.

Outro ponto importante que merece ser destacado é a internet, um canal que ampliou as possibilidades de ativação de marca. Seja para ações amplas ou regionais, o Marketing Digital é a grande aposta de empresas que desejam aumentar a autoridade e o reconhecimento das suas marcas investindo em produção de conteúdo e marketing nas redes sociais.

Quais as principais etapas da ativação de marca e como executá-las de uma maneira eficiente?

Agora que você já está por dentro do que é ativação de marca, é hora de conhecer as práticas mais recomendadas para garantir uma execução eficiente de todo o processo. De antemão, o ponto de partida dessa e de qualquer outra estratégia de marketing continua sendo o bom e velho planejamento estratégico que, nesse caso, pode ser trabalhado de acordo com algumas práticas essenciais.

Estudo do público

Antes de tudo, é preciso conhecer detalhadamente as pessoas com quem pretende se comunicar. Qual é o público, em qual segmento se encaixa, onde mora, quais são os seus desejos e suas dores, como ele se comporta, por quem e como ele é influenciado, quais canais de comunicação ele utiliza, como ele pode entrar em contato com a sua marca etc.

Estudo do mercado

Tão importante quanto o estudo do público, o estudo de mercado deve ser realizado para entender as circunstâncias e conhecer as principais empresas que atuam em determinado segmento, assim como analisar as suas ações de marketing, prática conhecida como benchmarking.

Planejamento de marketing

A partir dos dados levantados, será possível elaborar um plano de marketing e comunicação que deverá levar em conta as características do público trabalhado e as principais ferramentas, canais e estratégias que serão utilizadas.

Ações promocionais

Sobretudo quando uma empresa ainda não é muito conhecida, a ativação de marca demandará campanhas promocionais para atrair a atenção do público de maneira positiva. Uma dica é optar por ações que gerem mídia espontânea, tanto por meio da mídia tradicional quanto pelas redes sociais.

Plano de ativação de marca

Por fim, é necessário um plano de ativação de marca, ou seja, o caminho previamente definido para se aproximar do consumidor e fixar o conceito da marca em sua mente. Nos dias de hoje, entretanto, é a interação constante a maneira mais eficaz de criar um relacionamento com a audiência, assim como promover experiências cativantes como eventos, cursos e apresentações.

A ativação de marcas em eventos

A ativação de marcas em eventos é uma estratégia que se espalha pelo País devido à oportunidade de relacionar parceiros, artistas e patrocinadores em uma mesma grande experiência positiva para todas as partes.

Grandes festivais de música, como Lollapalooza, Rock in Rio e Tomorrowland, são responsáveis por reunir um imenso público, não apenas para as apresentações, mas também para várias outras atrações ao longo do evento, que podem ser utilizadas para trabalhar as marcas.

Além do entretenimento, os eventos corporativos também crescem em um ritmo constante. Cursos, palestras, workshops, feiras e exposições são uma forma poderosa de atrair audiência e estimular o contato direto das pessoas com as empresas e suas propostas.

A Apple é também um destaque nesse quesito, pois sempre soube criar apresentações espetaculares para os seus principais produtos, algumas delas histórias como o lançamento oficial do iPhone em 2007.

Quais as principais vantagens que a ativação de marca é capaz de oferecer?

O consumidor moderno é informado e exigente, não tolera ser tratado apenas como um número ou mero consumidor. Ele está disposto a se relacionar com marcas que sejam capazes de entregar algo além dos seus produtos, seja isso uma ideia, um propósito, uma opinião ou uma imagem.

No passado recente, os comerciais em horário nobre foram o principal meio de trabalhar o marketing de ativação, um modelo que perdurou por muitos anos e hoje é vencido, pouco a pouco, pelos eventos e mídias digitais.

O que não mudou é o fato de que o cliente gosta de atenção. Ao conquistar a confiança e a simpatia das pessoas, as empresas têm mais chances de vender produtos e fidelizar seus clientes. E a criatividade, por sua vez, continua sendo uma grande aliada do marketing na criação de ações bem-sucedidas e, consequentemente, lucrativas.

Longe dos comerciais e do tradicional merchandising, o marketing de ativação propõe uma interação descontraída, focada em tornar uma empresa conhecida e comentada em seu mercado. Sendo assim, podemos concluir que o grande propósito da ativação de marca consiste em levá-la para dentro do universo do seu público.

Este conteúdo chegou ao fim! As informações foram úteis para você? Ainda ficou alguma dúvida? Deixe um comentário!